Servidores do Iema e Incaper realizam atos nesta quarta

Diante a morosidade do governo Casagrande em atender a pauta de reivindicações, inclusive em assuntos administrativos sem viés financeiro, os servidores do Iema e do Incaper irão realizar atos públicos nesta quarta-feira, 22 de maio.

Logo no início da manhã, às 8 horas, os servidores do Iema estão organizando um café da manhã na autarquia para cobrar da direção um posicionamento com ações concretas quanto a pauta da categoria.

Já às 10 horas os servidores do Incaper estarão em frente à Seger (Ed. Fábio Ruschi) protestando quanto a forma de tratamento que lhes foi dada na última reunião junto ao sub-secretário de relações sindicais, Fernando Castro Rocha, no qual o mesmo chegou até a solicitar que protocolasse novamente um documento que já havia sido encaminhado, mostrando total falta de interesse na pauta dos servidores.

Os servidores do Iema demandam adequação do espaço físico conforme determina as normas técnicas garantindo segurança e infraestrutura para atuação; disposição e cronograma de implementação do Qualivida; apresentação do cronograma de treinamento e capacitação; concurso público; aumento da frota de veículos, com motorista para atendimento das funções institucionais do Iema; adequação do novo prédio da Gerência de Recursos Naturais; regulamentação em comum acordo quanto ao teletrabalho entre outros assuntos.

Pauta semelhante também reivindicam os servidores do Incaper que cobram do governo, dentre outros pontos, a realização de concurso público, reestruturação das fazendas e do plano de cargos e salários e o aumento nas diárias.

Tanto os servidores do Incaper, quanto do Iema também reivindicam a reposição das perdas inflacionárias, pauta unificada de todo funcionalismo público estadual.

O Sindipúblicos entende que, segundo dados já divulgados pelo próprio governo, o Estado tem condições financeiras de atender a pauta dos servidores sem impactos deficitários nas contas estaduais. Reforça ainda que ao valorizar os servidores, toda a cadeia produtiva no Estado é beneficiada visto que os trabalhadores realizam inúmeras compras de bens e serviços fazendo movimentar a economia contribuindo inclusive para o aumento da empregabilidade no Estado.