Sede do Detran em Vitória tem surto de Covid-19

EDITAL DE CONVOCAÇÃO – DELEGADOS SINDICAIS
13 de outubro de 2020
Lives irão destacar atuação dos servidores na sociedade
14 de outubro de 2020

Cinco servidores testaram positivo para Covid-19 e outros três aguardam resultado. Isso é o resultado de apenas um setor, que funciona em um mesmo andar na sede do Detran de Vitória.

Há relatos de outros casos também em outros setores da Autarquia, inclusive na Ciretran.

Os servidores do setor mais afetado, a Dafrh – Diretoria Administrativa Financeira e RH relatam a preocupação do surto se generalizar e cobra providências do Detran.

“Forneceram álcool em gel apenas no início, agora todos nós temos que trazer de casa. Máscaras também, fornecerem umas no início. Aqui é ar condicionado, tudo fechado, não tem ventilação, algumas poucas janelas. Precisamos de uma desinfecção geral do nosso setor, estamos com receio de outros servidores também se contaminarem” comenta um servidor.

Comparado que na Dafrh atua em torno de 30 servidores, esses oito suspeitos/contaminados representa em torno de 26% de contaminação, um alto índice.

O Sindipúblicos acionará a diretoria do Detran para que tome as providências imediatas de desinfecção e também cobrará da Autarquia uma plano de prevenção para que outros servidores não se contaminem. Encaminhará a demanda também ao Ministério Público do Trabalho (MPT).

Outro Lado

“O Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES) informa que desde o início da pandemia o Órgão vem adotando medidas de segurança com o objetivo de prevenir o Covid-19. Entre as medidas estão o distanciamento físico, distribuição de máscaras, álcool, intensificar a higienização dos ambientes, informes constantes com orientações para os servidores e cumprimento integral dos decretos estaduais que dizem respeito ao revezamento de servidores com trabalho remoto, sobretudo daqueles que se enquadram no grupo de risco. Além disso, visando diminuir o fluxo de pessoas no Órgão, o atendimentos ao público passou a ser realizado somente por meio de agendamento prévio.  No que diz respeito a servidores com suspeita de Coronavírus, o Órgão pontua que, assim que toma conhecimento da suspeita, o servidor é orientado a ficar em casa em isolamento, visando proteger os demais colegas, ainda que o resultado positivo não tenha sido comprovado”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × três =