Secont e MP apuram denúncia pelo Iema contratar Instituto ligado ao marido de gerente

Trabalhadores da Certub realizam ato pela licitação de lojas dos terminais
28 de junho de 2018
Evento irá lançar campanha Voto Consciente – Servidores Públicos 2018
3 de julho de 2018

O Sindipúblicos encaminhou denúncias ao Ministério Público Estadual e também à Secretaria de Controle e Transparência (Secont) contra a contratação pelo Iema, por meio de parceria via Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (FAPES), com o Instituto Nacional da Mata Atlântica (INMA) antigo Museu Melo Leitão, de R$460.229,00 para fazer um mapeamento de “inclusão ou exclusão de espécies e/ou modificação do Estado de Conservação”.

Além de não ter cumprido as determinações legais de abertura de licitação e/ou chamamento público, é elencado que o processo foi elaborado, inclusive sua justificativa, pela gerente de Recursos Naturais do Iema, a servidora comissionada Idalúcia Schimith Bergher, esposa do Chefe Da Divisão de Ciências do INMA – Claudio Nicoletti de Fraga.

Segundo verificado, o Iema já teria sido notificado pela Secont para prestar os devidos esclarecimentos. Já no Ministério Público o processo já foi distribuído para apuração.

A denúncia destaca que no processo, Idalúcia defende “a proposta em questão terá como coordenador o pesquisador Claudio Nicoletti de Fraga, lotado nesse instituto que foi o coordenador de flora da atual lista de espécies ameaçadas capixabas.”

Fato esse que, para especialistas ligados à área do meio-ambiente não garante a exclusividade da contratação do profissional,  visto que a atividade a ser desenvolvida poderia ser realizada por várias outras entidades de notório conhecimento. Sendo necessário realizar uma licitação ou chamamento público para que todas as interessadas pudessem participar.

O Sindipúblicos continuará cobrando  dos órgãos fiscalizadores um posicionamento e continuará acompanhando o andamento das denúncias para que os fatos sejam minuciosamente apurados garantindo assim a lisura, transparência e eficiência nos serviços contratados pelo Estado.

1 Comment

  1. AMBIENTE IEMA disse:

    comissionada…ou seja indicada política, não servidora efetiva. CONCURSO JÁ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × cinco =