• Home
  • Notícias
  • Matérias
  • Em Previdência Chilena copiada por Bolsonaro, 90% dos aposentados recebem menos de R$700

Em Previdência Chilena copiada por Bolsonaro, 90% dos aposentados recebem menos de R$700

Os chilenos aposentados seguindo o modelo implantado na década de 1980 pelo ditador Pinochet, que tem servido de exemplo para o governo Bolsonaro, estão recebendo em média apenas 149 mil pesos, o equivalente a R$ 872,12, valor bem aquém do salário mínimo tanto chileno (241mil pesos/R$1403), quanto brasileiro (R$998).

Ou seja, na prática o discurso de redução de desigualdades não se concretizou, conforme era defendido a implantação do sistema de capitalização realizado na década de 80 no Chile, e atualmente repetido por Bolsonaro para defender esse modelo. Pelo contrário, o índice de desigualdades no país aumentou agravando a pobreza dos mais idosos.

No modelo do Chile, apenas o trabalhador arca com seu futuro, fazendo uma poupança forçada, via depósitos em uma conta individual. Os banqueiros, por meio de fundos privados de investimentos, seriam responsáveis em investir esses valores fazendo render para, quando aposentar, o investidor utilizá-lo como renda. No Chile, a idade mínima para mulheres é 60 e para homens, 65.

Para o professor da UnB (Universidade de Brasília) e pesquisador do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e da Universidade Yale, Marcelo Medeiros, alerta que o modelo de capitalização tende a agravar as desigualdades. “A previdência privada só reproduz a desigualdade ao longo do tempo.”

È preciso esclarecer que os problemas enfrentados pela previdência no Brasil são fruto de má gestões e uma política em que libera a utilização de verbas previdenciárias para fins que não são ligados nem a seguridade social, nem ao pagamento de benefícios.

Antes de rever tempo de contribuição e idade mínima, o governo deve extinguir a possibilidade de renúncias fiscais. Ora, se uma empresa não paga, quem irá cobrir esse rombo? Além de endurecer a cobrança dos valores sonegados, com a possibilidade de penalizar inclusive com prisão, os sonegadores contumazes. E estabelecer o fim da DRU – Desvinculação de Receita da União, que contribui para o governo desviar 30% dos recursos da previdência para outras demandas políticas.

 

Com informações da BBC

Foto: Douglas Dantas

 

  • Carlos Antonio de Melo

    Também copiar modelos falidos de previdência falida só pode dar nisso. Agora, pergunto ao Bolsonaro se ele abre mão de seu salário de 33 mil reais, para se aposentar pelo regime que ele está propondo?