Para esconder sucateamento das escolas, Haroldo proíbe vistorias técnicas

Sindicato foi impedido de realizar vistoria técnica nas escolas.

Mostrando seu viés autoritário e ditatorial,visando esconder o caos na educação estadual, o secretário de educação Haroldo Rocha, emitiu ofício proibindo o Sindipúblicos de realizar vistorias técnicas em segurança e saúde do trabalhador nas unidades escolares e superintendências da Sedu.

Vale frisar que o descumprimento às Normas Regulamentadoras (NR’s) por parte do Estado não atinge apenas os trabalhadores, mas também milhares de crianças e adolescentes que podem estar com suas vidas em risco dentro das unidades escolares.

Sem fundamentação condizente, Haroldo revela medo do Sindicato identificar as inúmeras irregularidades que são diariamente denunciadas pela comunidade escolar.

Como é notório, tirando meia dúzia de escolas vivas, as demais unidades encontram-se sucateadas, sem infraestrutura adequada e até mesmo sem a quantidade suficiente de professores e demais profissionais da educação.

O braço-direito de Hartung, seguindo o exemplo do governador que não cumpre A legislação, se nega até mesmo a respeitar o artigo 183 da LC 46/1994: “VI – o livre acesso, na qualidade de dirigente sindical, aos locais de trabalho de seus filiados”.

E mais, mostra-se total ignorância ao questionar a finalidade de uma visita técnica: “entendemos que tal visita além de não possuir um motivo e finalidade devidamente expressa, também não possui fundamentação legal que a ampare”.

É preciso ainda destacar que a proibição do secretário à atuação do Sindipúblicos se deve pelo trabalho que tem sido desenvolvido contra o caos da educação na Era Hartung. Já são mais de 30 ações civis públicas e populares patrocinadas pelo Sindipúblicos, em que vários indícios de irregularidades foram denunciados como os contratos da Escola Viva;  a contratação de auxiliares de secretaria e professores sem concurso; parceria entre Haroldo, Hartung e a ONG ES em Ação; o fechamento de turmas entre outros.

Diante a proibição da Sedu, o Sindipúblicos irá tomar todas as providências jurídicas cabíveis e desafia o secretário Haroldo Rocha a comprovar que todas as unidades escolares seguem devidamente todas as determinações legais no que tange às Normas Regulamentadoras de Segurança e Saúde do Trabalhador.

  • Ztec

    Realmente um absurdo, as visitas devem acontecer sim, mas me lembro muito bem que no prédio da própria SEDU já houve visita de um técnico de segurança do trabalho que coletou várias informações e reclamações dos servidores, isso já fazem uns 2 anos ou mais e até agora nada, absolutamente nada mudou, só piorou.