Hartung é investigado pelo MP por omissão durante greve da PM

A procuradora-geral de Justiça em exercício do Ministério Público do ES (MP-ES), Elda Márcia Moraes Spedo, instaurou um inquérito civil público para apurar eventuais responsabilidades do governo Hartung no movimento que culminou com a greve da Polícia Militar capixaba em fevereiro de 2017.
Conforme Portaria N. 003/2018, o inquérito irá apurar “suposta omissão juridicamente relevante do núcleo político do senhor governador do Estado no episódio da Greve da Polícia Militar, quais sejam” o senhor Paulo Hartung (governador), André Garcia (Ex-Secretário de Segurança), Laércio Oliveira (Ex-comandante geral da PM), Nylton Rodrigues (Ex-comandante geral da PM e atual secretário de segurança) e Carlos Marcelo D’Isep (Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar).
Muito criticado à época, a população questionava o motivo do governo não negociar e insistir sempre apenas na criminalização do movimento, mesmo sendo revelado a falta de condições de trabalho e valorização profissional. Enquanto isso, centenas de pessoas foram assassinadas numa onda de violência sem precedentes na história do país.
Mesmo após o fim do movimento, o governo Hartung continuou a insistir na criminalização dos que teriam participado da greve. O comando da PM abriu procedimentos disciplinares contra policiais e existe até casos de expulsão da tropa. Já o MP ofereceu denúncia contra militares e seus familiares, supostamente envolvidos com a paralisação. Associações militares também foram denunciadas à Justiça pelo eventual apoio aos grevistas.
Vale destacar que a omissão do governo PH já havia sido citada no pedido de federalização das investigações, feito pela Procuradoria Geral da República (PGR). No entanto, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve o caso sob atribuição da Justiça estadual. No início do mês, a chefe do Ministério Público Federal (MPF), Raquel Dodge, recorreu da decisão pelo risco de eventual parcialidade na apuração dos fatos em âmbito local.
Com informações de ES Imprensa Livre