Governo Hartung anuncia abono de R$1,5 mil

Tentando deixar o governo com uma avaliação positiva, após sucessivas pesquisas que desaprovaram sua gestão, o governador anunciou um abono de R$1,5 mil a ser pago em parcela única no dia 12 de dezembro.

Para tentar compensar a não recomposição inflacionária, negada durante os três primeiros anos de governo, em 2018 foi anunciado um reajuste de 5% e agora este abono.  Somada a inflação acumulada pelo IGP-M (FGV) de janeiro de 2015, início do governo, até setembro de 2018, foram 27,64%, tendo concedido apenas 5% de reajuste, os servidores tiveram uma perda, apenas nesse período, de 22,64%.

Segundo divulgado pelo governo, serão utilizados R$ 135 milhões para pagar o abono aos 90 mil servidores ativos e inativos (incluídos os pensionistas) do Executivo estadual a ser pago em dezembro, “provavelmente junto com o pagamento do mês”.

Crime Previdenciário

Vale destacar que o governo utilizou ilegalmente valores dos fundos financeiro e previdenciários para arcar com o abono de 2017. Situação que após ter sido denunciada pelo deputado Sérgio Majeski, com ampla divulgação pelo Sindipúblicos, fez com que o governo devolvesse esse valor ao IPAJM. Diante à essa ilegalidade, o Sindipúblicos redobrará suas atenções para averiguar com quais recursos e como o governo irá pagar esse abono natalino.

Lamenta-se que mais uma vez o governo utiliza do subterfúgio do abono, sem conceder a recomposição da inflação dos salários. O Sindipúblicos reforça a necessidade do déficit salarial dos servidores ser corrigido e continuará lutando para que o governo Casagrande repare essa ilegalidade.