Evento discute mobilidade urbana, perspectivas e novas atribuições da Ceturb

Os funcionários da Ceturb estiveram reunidos no Centro de Treinamento Dom João Batista durante todo dia 5 de setembro discutindo as perspectivas e atribuições da empresa e a mobilidade urbana da Grande Vitória.
Pela manhã, o prof. Rafael Teixeira (Ufes) realizou uma análise de conjuntura do atual momento político econômico. Já o Dr. Fábio Ferreira (UVV) abordou a necessidade de humanizar a mobilidade urbana, trazendo exemplos de projetos implantados em várias regiões do mundo, sempre focando na pirâmide invertida onde o pedestre e transportes não motorizados devem ter uma atenção maior do que os veículos para melhorar a mobilidade.
A subsecretária da Setop, Luciene Becacici apresentou os “Projetos da Setop para a mobilidade urbana”, justificando que os atrasos decorreram diante ao impeachment da presidente Dilma, que alterou todo o trâmite dos processos que estava em andamento no BNDES e também à crise econômica que fez com que o Estado priorizasse alguns projetos em detrimento de outros. Entre os projeto ela destacou a ampliação de ciclovias, implantação de corredores exclusivos para ônibus, interligação dos sistemas entre outros.
À tarde o diretor financeiro e administrativo da Ceturb, Ricardo Pitanga e o presidente Alex Mariano abordaram a situação atual e perspectiva administrativa e financeira da empresa. Mariano comentou da necessidade de estabelecer um planejamento estratégico. Ricardo Pitanga lembrou que os últimos anos foram difíceis para recuperar a empresa que estava com grande déficit devido, entre outros fatores, ao aumento dos valores dos contratos de pessoal da vigilância e limpeza terem sido maiores que a inflação no período, o que não acompanhou as receitas.
Ao final, os trabalhadores se dividiram em grupos de trabalho que propuseram ações a serem implantadas diante as demandas da categoria.
O Seminário foi organizado por uma comissão de trabalhadores  com o apoio da Alicerce, do Sindipúblicos e da Ceturb.