Covid-19 | Sindicato denuncia direção do IPEM ao MPT por risco à saúde

Diante várias denúncias recebidas, o Sindipúblicos encaminhou denúncia ao Ministério Público do Trabalho (MPT) para que se averigue e tome as devidas providências quanto aos relatos de servidores sobre a conduta inadequada da direção do IPEM que estaria colocando-os em risco de contaminação.

Os servidores denunciam que a direção técnica estaria apresentando “uma conduta que permeia entre o uso do poder discricionário inerente ao cargo e o abuso de autoridade, gerando desconforto e constrangimento”, destacando inclusive que “o diretor em questão trilha uma linha tênue entre assédio moral e cobranças consideras comuns na relação entre o gestor e subordinado”.

Entre os pontos questionados pelos servidores está o retorno da atuação presencial mesmo das pessoas que estão no grupo de risco. “ Em reunião com a equipe o diretor definiu que os servidores enquadrados no grupo de risco conforme art. 3º do Decreto 4599-R, deveriam retomar as atividades presenciais seguindo o revezamento com os demais servidores, tal atitude foi justificada com base em uma nota técnica que não foi divulgada aos servidores; no entendimento do diretor ele poderia tomar a decisão com base em seu poder discricionário, não levando em consideração o risco que expôs aos servidores mais vulneráveis e não priorizando fatores extremamente importante a necessidade ou a urgência de retomar o trabalho presencial para esse grupo”.

Outro fato grave denunciado é que o IPEM estaria colocando até três pessoas para atuar em salas pequenas, gerando aglomeração e trazendo riscos e indicam que a falta de respeito às determinações de saúde teria contribuído para a contaminação de servidores. Exemplificam inclusive que mesmo profissionais que testaram positivo teria ido trabalhar antes do prazo recomendado de quarentena podendo ter ocasionado até a contaminação de outros servidores que estão com suspeita.

Sendo assim, o Sindipúblicos encaminhou todas as denúncias recebidas ao MPT para as devidas providências na garantia da saúde e segurança dos servidores e toda sociedade que dependem da autarquia em questão.