Censo dos servidores do Executivo estadual passa a ser a cada dois anos


A partir deste ano o Governo do Estado está adotando nova dinâmica no Censo dos Servidores que passa a ser a cada dois anos e dividido por anos pares e ímpares conforme meses de aniversário.

Nos anos pares, ou seja, agora em 2018, será realizada a atualização dos servidores aniversariantes nos meses de fevereiro, abril, junho, agosto, outubro e dezembro. Nos anos ímpares, será a vez dos servidores aniversariantes nos meses de janeiro, março, maio, julho, setembro e novembro.

Instituído pela Portaria Nº 22-R/2017, o Censo é voltado aos servidores ativos efetivos civis e militares, comissionados, celetistas e aos beneficiários de pensão especial, pensão judicial e complementação de aposentadoria custeada pelo erário.

Segundo a Seger, o objetivo é atualizar os dados armazenados na base do Sistema de Administração de Recursos Humanos do Espírito Santo (Siarhes), garantindo maior segurança às informações pessoais dos servidores e aprimorar a gestão de pessoal e o controle de informações previdenciárias.

O servidor que não tiver nenhuma informação para atualizar, retirar ou acrescentar, mesmo assim deverá realizar o Censo, devendo apenas assinar a declaração de atualização de dados pessoais e levar o documento no setor de Recursos humanos do órgão de origem durante o mês de aniversário, para que o setor faça o registro da informação no sistema.

O Sindipúblicos alerta da importância do Censo dos servidores, visto a necessidade de um controle efetivo da segurança dos dados dos servidores garantindo maior transparência e lisura com o erário público, evitando possíveis fraudes como servidores fantasmas.