Balanço Parlamentar – Dep. Federal Carlos Manato (PSL-ES)

 

 

Carlos Manato, Deputado Federal pelo PSL, está em seu quarto mandato na Câmara dos Deputados. Na vida política já foi diretor clínico do Hospital Dorio Silva (1989/91); diretor-geral do Hospital Dorio Silva (1992/93); secretário Municipal de Serviços da Serra(2001/2002).

É médico ginecolista-obstetra; pós graduado em Medicina do Trabalho; em Colposcopia e em Administração Hospitalar.

No último dia 05 de agosto, seu partido PSL oficializou a candidatura de Manato ao governo do ES nas eleições de 2018.

O deputado federal votou contrário à Reforma Trabalhista; tem se posicionado contrário à proposta em tramitação da Reforma da Previdência; votou pela abertura de investigação contra o presidente Temer e a favor da PEC dos Gastos (241) e também a favor da terceirização.

Ou seja, das cinco votações, em três atuou conforme demanda da sociedade e dos servidores. Mas ao ser a favor da PEC dos gastos, atuou contrário às necessidades do país em garantir serviços públicos de qualidade à população, limitando assim os investimentos à inflação do período, muitas vezes bem aquém das demandas sociais.

Gastos

Nesse último mandato, iniciado em 2015, até o mês de julho, o deputado está em primeiro lugar em gastos de utilização de sua cota parlamentar (veja tabela abaixo), tendo utilizado R$ 1.608.413,57. Desde 04 de maio de 2011 o deputado Manato utiliza imóvel funcional e não consta no último mês como beneficiário de auxílio-moradia.

Série irá divulgar balanço dos mandatos parlamentares

Próximos parlamentares:

  • Carlos Manato (SDD)
  • Evair Vieira de Melo (PV)
  • Givaldo Vieira (PT)
  • Helder Salomão (PT)
  • Jorge Silva (PHS)
  • Lelo Coimbra (MDB)
  • Magno Malta (PR)
  • Marcus Vicente (PP)
  • Max Filho (PSDB)
  • Norma Ayub (DEM)
  • Paulo Foletto (PSB)
  • Ricardo Ferraço (PSDB)
  • Rose de Freitas (Podemos)
  • Sergio Vidigal (PDT)

Dados compilados do site da Câmara dos Deputados até 09/08/2018.

  • O apoio à PEC dos gastos, a qual paralisa o Brasil durante 20 anos já é motivo suficiente para que esse não mereça o voto do eleitorado…
    Há também um vídeo no youtube com esse acenando apoio a fala de Jair Bolsonaro à esterilização da população pobre, uma espécie de Eugenia tupiniquim. Interessante que Bolsonaro abre o vídeo criticando o Lula pela entrega de casa própria a população carente, enquanto ele rasga à necessidade de esterilização do povo como forma de se reduzir a pobreza…
    É só digitar no google: esterilização de pobre Bolsonaro.