Assédio moral unifica categorias do Iases e lota assembleia

O auditório do Sindipúblicos ficou lotado na manhã desta quinta-feira, 06 de fevereiro, pelos mais diversas categorias que atuam no Iases. O ponto central da discussão foi a denúncia de reiteradas práticas de assédio moral institucional de dirigentes da autarquia contra os servidores.
A maioria dos presentes relataram que já sofreram retaliações e perseguições caracterizando essa atitude por parte da diretoria do Instituto.

Todo esse clima de tensão vivido pelos servidores estariam causando sérios problemas de saúde. “Já tivemos um amigo que enfartou em serviço e uma colega que perdeu seu neném aos oito meses de gestação. São vidas que estão sendo ignoradas pelo governo” comenta uma servidora. Além disso, também foram discutidos a falta de diálogo da direção do Iases e a não transparência quanto ao quadro de vagas.

Após a assembleia, os servidores realizaram um ato em frente à sede do Iases, localizada na Av. Jerônimo Monteiro. No local, fizeram um apitaço e distribuição de panfletos defendendo a valorização profissional por uma socioeducação de qualidade.

Durante o ato, a secretária de Direitos Humanos, Nara Borgo, se comprometeu a discutir a pauta da categoria em uma reunião específica com a participação do Sindipúblicos para que se chegue à uma solução dos problemas.