Artigo | Good morning Ceturb! 36 anos de empresa

STF reconhece licença de 180 dias para servidor federal pai solo
13 de maio de 2022
Ceturb realiza 36 anos e trabalhadores realizam ato pelo fortalecimento da empresa
13 de maio de 2022

Por Fernando Magno Sarmento Loureiro*

Tudo bem com você? Como esta a família, os filhos, as filhas, os netos? No dia 15 de maio completaremos 36 anos de existência. Na época a maioria tinha em média 20/25 anos. Pra muitos, constituir família era só um projeto. Hoje alguns já se encontram na 3ª geração. Quantas histórias, quantos desafios foram superados para se chegar aonde chegamos… Superamos até a morte prematura que anunciaram, de que não duraríamos um ano. Pois é, domingo, dia 15 de maio de 2022 serão 36 anos.

Lembro-me do nosso primeiro apelido: “Pertuba”. O agente de fiscalização lá nos cafundós de um ponto final qualquer, ao chegar era assim anunciado: Chegou o pertuba!

Acredito que era a forma que o sistema imaginou para colocar a população contra nossa existência. Não colou. Não tinha como colar. Éramos presentes nas comunidades, desconhecíamos o conceito da proatividade, mas lotávamos uma kombi de técnicos e assistentes e nos espalhávamos nas comunidades com propostas de melhorias.

No início algumas resistências, pois era forte a desconfiança, mas essa foi derrubada com muito trabalho e transparência, daí conquistamos a confiança, não só da população, nosso principal cliente, mas também da classe política.

Locais sem nenhuma infraestrutura, sem banheiro; inseguro para fazer refeições, mesmo assim íamos. Saíamos pela manhã e retornávamos no fim do expediente. Certo, Fernando Alencar, Léo, Sipolatti, Jorge Riera, Henrique…? Daí conquistamos a confiança da população.  E em vez de ameaças de extinção surgiram as frases de efeito: Vamos construir o Transcol da Segurança, o Transcol da Educação, O Transcol da Saúde.

O funcionalismo capixaba ficava de sentinela, sempre esperando o fechamento de nossos ACT’s. Seria bem provável que em vez de compliance, seria o Transcol da ética. Foi assim que caminhamos. E permaneço reforçando: Transcol foi o projeto de melhoria da rede viária, o qual tive muito prazer em participar a convite do Jorge Riera, engenheiro e arquiteto. Um cabeção. Aprendi muito.

Que saudade de você Helvécio. Que até ameaçado de morte foi. Mesmo assim não recuamos. E lá ia a gente às reuniões noturnas nas comunidades. Sim: Fazíamos reuniões nas comunidades. E tinha ainda os happy hour, uma desculpa de reunião que fazíamos após o término de expediente; com muita cerveja e ideias de solucionática que logo eram rabiscadas no guardanapo, para no dia seguinte serem discutidas no ambiente do trabalho.

Quando Nova Rosa da Penha e Porto de Santana era terra considerada de ninguém, lá estavam os técnicos da Ceturb debatendo com a comunidade melhorias da mobilidade nossa de todos os dias.

Transporte coletivo, solução coletiva era a bandeira. Miguel e sua presente pasta com planejamentos estratégicos prontos para serem apresentados… Saudade de você Joceny; meu cicerone da Grande Vitória.

Conheci toda a rede com você meu amigo; seu Zé Maria, outro conhecedor da Grande Vitória. Daí foi só se manter presente nas comunidades. Também saudade de você Marcelo Caliman, que me ensinou a fazer as leituras dos heliográficos gigantes mapas, a passar o curvímetro pelos itinerários, qualquer tremura tinha que retornar ao início; que paciência…rs

Enfim, são muitas as lembranças. Você pode não estar aqui, nesse curto manifesto, mas esta guardado com carinho. Não foram 36 dias, 36 semanas nem 36 meses… Logo, depois de amanhã, serão 36 anos; uma vida. Quantas festas em celebração. Obrigado Gilma, Silvana; Marcia Furieri; Mara, sempre transbordando elegria; Brioschi, Sandrigo, Gilbertão, Ricardo, Cassia, Regina, Gerson, Adalberto, Genilço, Moreira… Terezinha Girardi, a rainha das comunidades. Obrigado Huguinho Borges. Não fosse aquele 1º Encontro de comunidades, assim como os 5% de taxa de gerenciamento, no papel, na lei, que nos trouxe fortaleza pra chegarmos até aqui…

Gratidão a todas e todos!

Fernando Magno Sarmento Loureiro – Técnico em Transporte da Ceturb.

Foto Terminal: Governo/ES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 + treze =