Artigo analisa o futuro do trabalho no Brasil

Discutir o impacto das orientações neoliberais nas relações de trabalho, considerando as reformas ocorridas na Consolidação das Leis do Trabalho e na recente Reforma Trabalhista é o objetivo do artigo científico elaborado por Fabrícia Helmer e Rodrigo da Rocha Rodrigues mestrandos em Políticas Públicas e Desenvolvimento Local na Emescam e Raquel Gentilli, doutora em Serviço Social pela PUC-SP publicado pela Revista de Políticas Públicas da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

No artigo, os autores analisam que o impacto da reforma trabalhista na desregulamentação do trabalho no Brasil só tende a se consolidar com sua legalização. Além de se considerar que o projeto societário neoliberal se consagra no Brasil em mais uma modernização conservadora. E concluem que as perspectivas futuras, mediante a Reforma, só intensificarão a precarização do trabalho, a pobreza, a informalidade e a desigualdade social no Brasil.

Conclusão essa que já começa a ser medida em números, visto que conforme já divulgamos recentemente, o índice de desemprego continua alto e pela primeira vez na história do país, o número de trabalhadores informais superou o de contratados formalmente.

Clique aqui e confira o artigo completo.