24 de março – Dia Nacional de lutas dos Servidores Públicos

A Reforma Administrativa será cruel também com os atuais servidores
19 de março de 2021
Sindicato reforça acompanhamento da atuação de servidores durante quarentena
24 de março de 2021

Servidores públicos de todo o país estão convidados à participarem de forma online das diversas atividades no Dia Nacional de Luta em Defesa do Serviço Público. Em todo o Brasil, trabalhadores realizam ações de pressão e também de diálogo com a população, a fim de pautar a defesa dos Serviços Públicos, dos direitos dos Servidores e do povo brasileiro.

A Pública, Central do Servidor, é uma das entidades que está mobilizada no Dia Nacional de Lutas em defesa do serviço púbico, contra a PEC 32 e pela Vacina já!

No momento mais grave da pandemia, enquanto se aproxima da triste marca de 300 mil vidas perdidas pela Covid-19, colapso no sistema hospitalar em vários estados, desemprego e aumento no custo de vida, o governo Bolsonaro/Guedes se aproveita da situação para tentar aprovar medidas que em nada contribuem com a recuperação da economia brasileira e geram uma piora nas condições de vida de milhões de pessoas.

No que tange ao Serviço Público, no mês de março, o Congresso aprovou a Emenda Constitucional 109 (antiga PEC 186), que institui um rigoroso ajuste fiscal e coloca um teto no auxílio emergencial, deixando de fora dessa política pelo menos 24 milhões de beneficiários da versão anterior.

Com a Emenda 109 aprovada, o governo agora prioriza a agenda de privatizações e a Reforma Administrativa (PEC 32), que visa a acabar com a estabilidade no serviço público, desmontar as carreiras do funcionalismo e institucionalizar o apadrinhamento e a corrupção na máquina pública.

Justificando a necessidade do auxílio-emergencial, o Congresso, à mando do Governo, ainda aprovou várias restrições danosas aos serviços públicos, como o congelamento salarial dos servidores que já estão, como os do Espírito Santo, com seus salários defasados chegando à mais de 30% de perdas salariais.

Pressão popular

Para barrar a PEC 32, é necessária uma pressão ainda maior do que a que foi feita na tramitação da PEC Emergencial. Por isto, o Sindipúblicos conclama os servidores estaduais a participaram de ações contra o desmonte do Serviço Público.

Uma das ações possíveis é pressionar os parlamentares, acessando a lista de contatos divulgada no portal “Não à PEC 32″. É possível também acessar a enquete aberta pela Câmara dos Deputados e votar contra PEC 32.

No dia 24, além disso, a Frente Parlamentar Mista do Serviço Público, realizará um twittaço contra a Reforma Administrativa. Entidades também estão organizando lives para discutir o tema.

Durante todo dia iremos atualizar nossas redes sociais com o link das atividades realizadas. Participe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 − onze =